Aposentadoria especial do médico

Aposentadoria especial do médico

O médico tem direito a aposentadoria especial por trabalhar exposto a riscos biológicos durante toda sua vida. Só quem é médico para saber o desgaste emocional de conviver em um ambiente com tantos riscos todos os dias.

Mas a boa notícia é que devido a toda a exposição do profissional a agentes nocivos, principalmente biológicos, o médico pode se aposentar com apenas 25 anos de trabalho. Muito menos que as aposentadorias comuns.

Além disso, a aposentadoria especial não tem o fator previdenciário o que eleva ao valor da aposentadoria.

Mas é importante lembrar que a reforma da previdência já está em vigor e com ela surgiram algumas alterações na aposentadoria especial.

Nesse post você vai ver

  • O que é a aposentadoria especial do médico
  • Documento para comprovar a atividade especial
  • Por que planejar a aposentadoria especial do médico

Clique agora no botão abaixo e baixe o seu Checklist exclusivo com os documentos para a aposentadoria do médico!

Saiba mais: Aposentadoria do médico

O que é a aposentadoria especial do médico?

 A aposentadoria especial do médico existe mesmo após a Reforma da Previdência. Agora, porém, além de 25 anos de trabalho o médico precisa alcançar a idade mínima de 60 anos para requerer aposentadoria.

A reforma pegou muitas pessoas de surpresa. Dessa forma, para amenizar os efeitos da Reforma, existem as regras de transição.

Logo, no caso do médico é a regra dos pontos. Na qual ele terá que somar 86 pontos para se aposentar. Para atingir os pontos é preciso somar a idade mais o tempo de contribuição

Idade + Tempo de contribuição = 86

Documento para comprovar a atividade especial

Devido a nossa experiência, podemos lhe dizer com toda certeza que muitos pedidos de aposentadoria especial são negados. Ou ainda demoram a serem concedidos por conta da falta de documentos e provas no momento de requerer o benefício.

Logo, um requerimento administrativo ou um processo judicial bem instruídos, com documentos e provas corretamente apresentados, podem te levar a ter o benefício previdenciário de forma muito mais rápida.

A partir de 28/04/1995 o INSS deixou de reconhecer o tempo de serviço especial em função apenas da categoria profissional. Passando, assim, a exigir a efetiva comprovação da exposição a agentes nocivos à saúde e à integridade física.

E isso não é diferente no caso dos médicos. Pois, mesmo estando expostos a situações de risco, desenvolvendo suas atividades em ambientes expostos a agentes biológicos diariamente é preciso comprovar esta exposição.

Contudo, para comprovar a exposição a agentes prejudiciais a saúde, o hospital precisa fornecer o PPP – (Perfil Profissiográfico Previdenciário).

Também são exigidos, em diversos casos, outras demonstrações ambientais que embasaram os documentos comprobatórios. A exemplo do Laudo Técnico das Condições Ambientais de Trabalho (LTCAT).

Ainda, é bastante importante ter a sua CTPS em boas condições e também ter guardado todos os seus holerites (contracheques).

Por isso, se você é médico e pretende requerer a sua aposentadoria especial é fundamental que consulte um profissional qualificado para lhe orientar. E também para analisar a sua documentação antes de requerer a aposentadoria.

Leia também: Médicos como funcionam os seus direitos

Por que planejar aposentadoria do médico?

Contudo, todo para ter a melhor aposentadoria o mais aconselhável é planejar. Observe que a Reforma prevê apenas uma regra de transição para aposentadoria especial. Assim, o médico obter 86 pontos, somando a idade e tempo de contribuição do segurado, com no mínimo 25 anos de efetiva exposição aos agentes nocivos.

Por conta disso, verifica-se a importância de se estabelecer um planejamento eficaz antes que o profissional solicite sua aposentadoria junto ao INSS.

Dessa forma, é muito importante verificar se o valor de contribuição está de acordo. Pois a forma de cálculo das aposentadorias também mudou e se o médico não planejar as contribuições futuras pode acabar tendo uma aposentadoria muito inferior ao valor da sua renda atual.

Além disso, é preciso certificar-se de que a documentação reunida seja suficiente para comprovar as situações garantidoras do direito diferenciado que os profissionais da área médica possuem.

Contudo, espero que você esteja gostando desse conteúdo. Continue acompanhando a gente aqui no blog e redes sociais e não esqueça de deixar a sua dúvida nos comentários.

Caso queira saber mais sobre os seus direitos. Clique agora no link abaixo e acompanhando a gente no youtube!

Caso queira saber mais, clique aqui para acessar nosso canal no Youtube!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Clique aqui e Fale Conosco!